Study your flashcards anywhere!

Download the official Cram app for free >

  • Shuffle
    Toggle On
    Toggle Off
  • Alphabetize
    Toggle On
    Toggle Off
  • Front First
    Toggle On
    Toggle Off
  • Both Sides
    Toggle On
    Toggle Off
  • Read
    Toggle On
    Toggle Off
Reading...
Front

How to study your flashcards.

Right/Left arrow keys: Navigate between flashcards.right arrow keyleft arrow key

Up/Down arrow keys: Flip the card between the front and back.down keyup key

H key: Show hint (3rd side).h key

A key: Read text to speech.a key

image

Play button

image

Play button

image

Progress

1/59

Click to flip

59 Cards in this Set

  • Front
  • Back
Pneumonia lobar
Consolidação alveolar extensa, ocupando grande área do parênquima.
Principal agente é Strepto penumoniae.
Broncopneumonia
Consolidação alveolar multifocal, múltiplos focos coalescentes.
Tipo mais frequente
Qualquer agente.
Fases evolutivas da pneumonia pneumocócica
1. Congestão
2. Hepatização vermelha
3. Hepatização cinzenta
4. Resolução/ organização
Bactérias piogênicas aeróbias
STREPTO PNEUMONIAE
Haemophilus influenzae
Moraxella
Staphylo aureus
Strepto pyogenes
Bactérias anaeróbias da cavidade oral (aspirativa)
Peptostreptococcus
Fusobacterium
Prevotella
Pseudomonas aeruginosa
Germes atípicos
Mycoplasma pneumoniae
Clamydia pneumoniae
Legionella pneumophila
Vírus respiratórios
Influenza
Parainfluenza
Adenovírus
DPOC predispõe a pneumonia por...
Haemophilus (mais comum)
Strepto pneumoniae (2o.)
Moraxella
ALCOOLISMO predispõe a pneumonia por...
Klebsiella
Aspirativa (anaeróbios)
PÓS-INFLUENZA predispõe a pneumonia por...
Strepto pneumoniae
Staphylo aureus
USO DE DROGAS IV predispõe a pneumonia por...
Staphylo aureus
DIABÉTICOS e
UREMIA CRÔNICA predispõem a pneumonia por...
Gram negativos
DOENÇA CEREBROVASCULAR predispõe a pneumonia por...
Gram negativos
Aspirativa (anaeróbios)
QUEDA DE CONSCIÊNCIA e
DENTES EM MAU ESTADO DE CONSERVAÇÃO predispõem a pneumonia por...
Anaeróbios
NEUTROPENIA predispõe a pneumonia por...
Enterobactérias
Pseudomonas
Staphylo aureus
FIBROSE CÍSTICA predispõe a pneumonia por...
Haemophilus
Staphylo aureus
Pseudomonas
Quadro clínico da PNEUMONIA TÍPICA - sintomas
Hiperaguda (2 a 3 dias)
Febre alta e calafrios
Dor pleurítica
Tosse com expectoração purulenta
Quadro clínico da PNEUMONIA TÍPICA - sinais
-Prostração
-Taquipnéia e taquicardia
-Estertores inspiratórios
-Consolidação ou derrame pleural
Síndrome de consolidação pulmonar
Sopro tubário
Aumento do frêmito TV
Submacicez
Broncofonia
Pectorilóquia fônica
Síndrome de Derrame pleural
MV diminuído ou abolido
FTV diminuído ou abolido
Submacicez
Egofonia
Radiografia de tórax na pneumonia típica
Infiltrado broncopneumônico é o achado mais comum
Pneumonia do lobo pesado
Klebsiella
Geralmente alcoólatras e diabéticos
Pneumatocele
Staphylo aureus
Pneumonia necrosante/abscesso pulmonar
Anaeróbios (aspirativa)
Klebsiella
Staphylo aureus
Strepto pneumoniae SOROTIPO 3!
Pneumonia redonda
Strepto pneumoniae
Típica de crianças
Quadro clínico da PNEUMONIA ATÍPICA
-Parece com uma virose respiratória prolongada:dor de garganta, tosse seca, febre baixa, mal estar, mialgia
-Início subagudo (10 dias)
-Jovem (5 a 40 anos)
- Principal agente: Mycoplasma pneumoniae
Característica da pneumonia atípica
Dissociação clínico-radiológica: inflitrado maior que o esperado pelo exame físico
Pneumonia por Clamydia pneumoniae
-Manifestações parecidas com as do Mycoplasma
- Idade mais avançada (65 a 80 anos)
Diagnóstico - exame de escarro
Deve ser feito: em todos os pacientes com pneumonia comunitária COM INDICAÇÃO DE INTERNAÇÃO
Diagnóstico - broncofibroscopia
Indicações:
-pneumonia não-responsiva aos antibióticos
-pneumonia em imunodeprimidos
Avaliação prognóstica - indicações de internação (escore PORT)
Classe I (tratamento domiciliar)
1.Idade menor que 55 anos
2. Sem as comorbidades: neo ativa,ICC, dç cerebrovascular, dç renal crônica, dç hepática crônica
3. Sem os sinais:
-alteração do estado mental
-taquicardia maior que 125
-taquipnéia maior que 30
-PAS menor que 90
-Tax maior que 40oC ou menor que 35oC
PNEUMOCOCO
1.Pneumo sensível:
-amoxicilina, cefalosporinas ou macrolídeos

2. Resistência intermediária:
-amoxicilina ou cefuroxime

3. Alta resistência:
-ceftriaxone, penicilina G cristalina ou quinolona respiratória
GERMES ATÍPICOS
Mycoplasma ou Clamydia: macrolídeo ou doxiciclina VO

Legionella: macrolídeo IV (+-reifampicina VO) ou quinolona IV

Macrolídeo: eritro, claritro ou azitromicina
GRAM NEGATIVOS
Haemophilus: cefalosp 2-3o.
amox-clavulanato

Enterobactérias:cefalosp 3-4o.
quinolona

Pseudomonas:beta-lact anti-pseudomonas com cipro ou amica
ESTAFILOCOCO
Oxacilina (raramente vancomicina)
ANAERÓBIOS
Clindamicina
Amox-clavulanato
Pacientes do grupo I (menos de 65 anos, sem comorbidades)
Pneumococo e Mycoplasma

Começar com amoxicilina ou doxiciclina
Se falha: macrolídeo (azitro) ou quinolona
Grupo II - Idosos ou pneumopata crônico, sem critérios de internação
Cefalosp 2o. (cefuroxime)
Cefalosp 3o. (cefpodoxime ou cefprozil)
Quinolona (levo, gati ou moxifloxacina)
Pneumonia aspirativa
Anaeróbios

Amox-clavulanato
Clindamicina
Grupos IV e V (Internação hospitalar)
Cefuroxime, ceftrixone ou cefotaxime IV +
claritro IV ou gati/levo IV
Duração do tratamento
-10 a 14 dias
-Por mycoplasma ou clamydia: 14 dias
-Pneumonias graves ou com necrosantes: 3 semanas ou mais
Pneumonia pneumocócica
-30 a 40% das pneumonias comunitárias
-QC: pneumonia típica
-fatores de risco: idoso, dç debilitantes, neopl hematológica,transplante, AIDS
-Rx: broncopneumonia
-DP em 25 a 50% (1 a 5% empiema)
Pneumonia por Haemophilus
-Crianças entre 3 meses e 5 anos e idosos
-DPOC e pneumopatias estruturais
-QC: típico
Pneumonia por Moraxella
Pneumonia e traqueonronquite em pacientes com DPOC
Pneumonia por Klebsiella
-Pneumonia do lobo pesado
-pneumonia grave, alta virulência
-mais comum em: alcoólatras e diabéticos
Pneumonia estafilocócica
-Pneumonia grave
-Rara em adultos
-usuários de drogas IV, pacientes com infecções de pele
-70% ocorrem em crianças menores de 1 ano
-Derrame pleural
-penumatoceles
Pneumonia por Strepto pyogenes
-Causa rara
-Crianças e adolescentes
-Início com faringoamigdalite purulenta
-Grande incid~encia de derrame parapneumônico
Pneumonia aspirativa por anaeróbios
-Inóculo grande (macroaspiração)
-Pacientes com queda do nível de consciência ou distúrbios da deglutição
-mais comum: segmento posterior do lobo superior e segmento superior do lobo inferior
Legionelose
-PI de 2 a 10 dias
-Qd pulmonar grave com manifestações GI (diarréia, náuseas e vômitos)
-Hiponatremia grave (SIADH)
-Aumento de enzimas hepáticas
Pneumonia por Mycoplasma
-PI 2 a 3 semanas
-Qd gripal prolongado
-Outras manifestações:
1.Miringite bolhosa
2. Anemia hemolítica por crioaglutinina
3.Sd Stevens-Johnson
4.Raynaud
Penicilinas


Amoxicilina
500 mg VO 8/8h
Cefalosporina


Cefuroxime
500 mg VO 12/12h
Cefalosporina


Ceftriaxone
1 a 2g IV ou IM 1x/dia
Macrolídeo


Azitromicina
500 mg VO 1x/dia (1o. dia)
250 mg VO 1x/dia (2o. a 5o.dia)
Macrolídeo


Eritromicina
500 mg VO 6/6h
Macrolídeo


Claritromicina
500 mg VO 1x/dia
Quinolona resp


Levofloxacina (Levaquin)
500 mg VO ou IV 1x/dia
Quinolona resp


Gatifloxacina
400 mg VO ou IV 1x/dia
Quinolona resp


Moxifloxacina
400 mg VO 1x/dia