Study your flashcards anywhere!

Download the official Cram app for free >

  • Shuffle
    Toggle On
    Toggle Off
  • Alphabetize
    Toggle On
    Toggle Off
  • Front First
    Toggle On
    Toggle Off
  • Both Sides
    Toggle On
    Toggle Off
  • Read
    Toggle On
    Toggle Off
Reading...
Front

How to study your flashcards.

Right/Left arrow keys: Navigate between flashcards.right arrow keyleft arrow key

Up/Down arrow keys: Flip the card between the front and back.down keyup key

H key: Show hint (3rd side).h key

A key: Read text to speech.a key

image

Play button

image

Play button

image

Progress

1/14

Click to flip

14 Cards in this Set

  • Front
  • Back
Epidemiologia
2 a 3 vezes mais comum em homens
20 a 40 anos

Fatores de risco: AF e desidratação(clima quente)
Composição dos cálculos
Oxalato de cálcio (70 a 80%)
-puro
-com hidroxiapatita
-com ácido úrico

Estruvita (10 a 20%):infeccioso

Ácido ùrico (5 a 10%)

Hidroxiapatita
Cistina
Brushita
Patogênese
1.Supersaturação
-influência do ph urinário

2.Nucleação homogênea (cálculo puro) e heterogênea (cálculo misto)

3.Crescimento e agregação dos cristais- a adesão dos cristais na superfície das células epiteliais é fundamental (estase favorece o processo)
Inibidores naturais da nucleação
Diluição urinária
Citrato
Magnésio
Inibidores naturais do crescimento e agregação de cristais
Diluição urinária
Proteínas
Locais de obstrução do sistema coletor pelos cálculos
-junção uretero-pélvica
-terço médio do ureter
-junção vésico-ureteral
Manifestações clínicas
Colíca nefrética: dor em flanco e abdome forte, contínua, com sudorese, náuseas e vômitos, taquicardia e HA.

Hematúria: segunda causa de hematúria depois de ITU

Infecção: pielonefrite

Obstrução

Nefrocalcinose

Cálculos coraliformes: estruvita (associados a mau prognóstico). Indicação de terapia intervencionista
Existe mesmo nefrolitíase?
-CT helicoidal não contrastada: padrão-ouro
-Rx simples: diz posicção anatômica dos cálculos radiopacos
-US renal: uso na avaliação inicial de litíase
-Urografia excretora: sensibilidade alta; dá tb dados funcionais dos rins
Qual a composição do cálculo?
-Análise
-Análise do sedimento (cristais): cuidado, pq as vezes os cristais não têm a mesma composição dos cálculos
-Microbiologia (urocultura)
-pH da urina
Tratamento agudo (cólica nefrética)
Analgesia (AINES e opióides)
Hidratação (corrigir possível desidratação)
Seguimento
Indicações de Intervenção urológica aguda
menos que 5mm - conduta expectante (90% de chance de expelir espontaneamente)

5 a 7 mm -possível intervenção

maior que 7 mm - provável intervenção
Cálculos sintomáticos menores que 5 mm
Observar, pois a maioria é expelida
Cálculos sintomáticos maiores que 5 a 7mm:
a)renal ou ureteral proximal:
-LECO
-ureteroscopia flexível

b)ureteral média:
-ureteroscopia semi-rígida
-LECO

c)Ureteral distal:
-ureteroscopia rígida
-LECO
Cálculos complicados
São cálculos que geram infecção ou obtsrução ureteral total com IR

Conduta: desobstruir a via urinária