Study your flashcards anywhere!

Download the official Cram app for free >

  • Shuffle
    Toggle On
    Toggle Off
  • Alphabetize
    Toggle On
    Toggle Off
  • Front First
    Toggle On
    Toggle Off
  • Both Sides
    Toggle On
    Toggle Off
  • Read
    Toggle On
    Toggle Off
Reading...
Front

How to study your flashcards.

Right/Left arrow keys: Navigate between flashcards.right arrow keyleft arrow key

Up/Down arrow keys: Flip the card between the front and back.down keyup key

H key: Show hint (3rd side).h key

A key: Read text to speech.a key

image

Play button

image

Play button

image

Progress

1/15

Click to flip

15 Cards in this Set

  • Front
  • Back
Epidemiologia
- Mulheres jovens, durante o menacme.
- Manifestação geralmente entre 15 e 45 anos, mas pode ocorrer em qualquer faixa etária.
- Predomínio leve da raça negra.
Patogênese
Ação de auto-anticorpos (contra substâncias nuclearesou citoplamáticas, membrana, fatores plasmáticos). Os principais anticorpos são os antinucleares.
- Fatores ambientais:
a) Luz UV
b) Estrogênio (imunoestimulante)
c) Medicamentos
d) Infecções por vírus
Manifestações clínicas
Sintomas constitucionais
- Fadiga
- Febre
- Emagrecimento
Manifestações clínicas
Pele e mucosas
1. Específicas do LES:
a) Agudas: erupção malar, fotossensibilidade e lúpus bolhoso
b) Subagudas: lúpus cutâneo subagudo (Anticorpo anti-Ro)
c) Crônicas: lúpus discóide

2. Não-específicas do LES:
- alopécia não-discóide
- vasculite cutânea
- fenômeno de Raynaud
- livedo reticular
-úlceras mucosas
Manifestações clínicas
Articulares e musculares
-Artralgias: transitórias (não é critério dx)
- Artrite: principalmente mãos, punhos e joelhos. A artrite não é erosiva.
A ARTRITE DO LES TEM CARACTERÍSTICAS DA FEBRE REUMÁTICA (MIGRATÓRIA) E DA ARTRITE REUMATÓIDE (PEQUENAS ARTICULAÇÕES PERIFÉRICAS)
Manifestações clínicas
Renais
- proteinúria >500mg/dL em 24h ou 3+
- cilindros celulares no EAS

Fisiopatologia: deposição de imunocomplexos DNA-antiDNA
Manifestações clínicas
Classes de Glomerulonefrite lúpica
I- Rins normais

II- Nefrite lúpica mínima ou mesangial:forma leve e precoce. Achados clínicos pouco expressivos, com proteinúria <1g/24h, hematúria microscópica, cilindrúria, Cr e TFG normais.
Anti-DNA positivo e complemento baixo podem estar presentes.
Prognóstico excelente.

III- Proliferativa focal: alterações proliferativas focais. Depósitos subendoteliais, áreas de necrose fibronóide e crescentes. HAS, proteinúria e hematúria geralmente presentes.

IV- Proliferativa difusa: mais grave e mais comum. Necrose fibrinóide e crescentes. É a classe com maior aumento de anti-DNA e com maior queda do complemento. Clínica de HAS, proteinúria, hematúria e IR.

V- Membranosa: igual a forma idiopática, leva a Sd Nefrótica. Evolui para remissão espontânea, ou presistência da proteinúria sem lesão renal ou IR.

VI- Esclerosante: estágio final
Manifestações clínicas
Pulmonares
-pleurite em metade dos casos
-derrame pleural: exsudato, com glicose normal, complemento reduzido e células LE
-pneumonite: febre, tosse, hemoptise, infiltrado intersticial
- hemorragia pulmonar
- TEP
- HA pulmonar
Manifestações clínicas
Cardíacas
- pericardite e derrame pericárdico
- miocardite: taquicardia sinusal inexplicável ou taquipnéia aos esforços, associado a aumento da área cardíaca
- endocardite de Libman-Sacks:
forma verrucosa não-bacteriana de endocardite.Pode levar a insuficiência mitral ou aórtica. A manifestação mais temida é a embolia arterial sistêmica.
Manifestações clínicas
Psiquiátricas e neurológicas
- disfunção cognitiva leve
-alterações de personalidade
-depressão
-Psicose lúpica
(Anticorpo anti-P)
Manifestações clínicas
Hematológicas
-anemia: a de doença crônica é a mais comum, mas não é critério diagnóstico. A anemia hemolítica (CD+) pro auto-ac é critério.
- trombocitopenia
- leucopenia (>4000)
-linfopenia
Manifestações clínicas
Gastro-intestinais
-anorexia, náuseas e vômitos
- dor abdominal importante: pensar em > peritonite, arterite mesentérica ou pancreatite
Manifestações clínicas
Oculares
- Sd Sjogren
- conjuntivite/episclerite
- vasculite retiniana
Laboratório Inespecífico
- anemia de doença crônica
- VHS elevado
- proteína C reativa: se estiver muito aumentada (>10), pensar em infecção bacteriana!
- hipocomplementemia
Diagnóstico
1- erupção malar
2-Erupção discóide
3- fotossensibilidade
4- úlceras orais
5- artrite
6- serosite
7- distúrbio renal
8- distúrbio neurológico
9- distúrbio hematológico
10- distúrbio imunológico
11- FAN positivo