Study your flashcards anywhere!

Download the official Cram app for free >

  • Shuffle
    Toggle On
    Toggle Off
  • Alphabetize
    Toggle On
    Toggle Off
  • Front First
    Toggle On
    Toggle Off
  • Both Sides
    Toggle On
    Toggle Off
  • Read
    Toggle On
    Toggle Off
Reading...
Front

How to study your flashcards.

Right/Left arrow keys: Navigate between flashcards.right arrow keyleft arrow key

Up/Down arrow keys: Flip the card between the front and back.down keyup key

H key: Show hint (3rd side).h key

A key: Read text to speech.a key

image

Play button

image

Play button

image

Progress

1/10

Click to flip

10 Cards in this Set

  • Front
  • Back
Auto anticorpos específicos
1- anti-nucleares (FAN)
-anti-DNA
-anti-Sm
-anti-histonas
-anti-RNP
-anti-Ro e anti-La

2-Anti-citoplasmáticos:anti-P

3-Anti-membrana celulas: anti-hemácia, anti-linfócito, anti-plaqueta, anti-neuronais
Qual o auto-anticorpo mais característico?

Qual o auto-anticorpo mais relacionado à lesão renal?
Anti-DNA nativo
(frequência 75%)
1)Qual o auto-anticorpo mais específico?

2)Qual o auto-anticorpo mais relacionado ao lúpus fármaco induzido?
1) anti-SM (frequência 30%)

2) anti-histona (frequência 70%)
Qual o auto-anticorpo mais relacionado a:
-rash por hiperssensibilidade?
-lúpus neonatal?
-lúpus subagudo?
anti-Ro
Tratamento do LES
1) anti-maláricos: cloroquina e hidroxicloroquina
- manifestações dermatológicas, fadiga e artrite

2) AINES: controle das manifestações músculo-esqueléticas. Devem ser interrompidos quando houver nefrite lúpica!

3) Corticóides: tópico, intra-lesional, oral e parenteral

4) Citotóxicos: reservados para acometimentos graves, incluindo a nefrite lúpica classe IV e lesões do SNC.
Tratamento do LES cutâneo
Tratamento inicial com corticóide tópico. Nos casos refratários ou lesão extensa, devem ser usados os anti-maláricos.
-Efeitos adversos dos anti-maláricos: lesão retiniana, mialgia, rash, neuropatia.
Tratamento do LES articular e muscular
-AINES, inicialmente
-Prednisona em dose baixa nos casos refratários.
- Se não responder, iniciar anti-maláricos para reduzir a dose dos AINES e poupar os corticóides.
Tratamento das formas graves
(nefrite, acometimento do SNC, miocardite, pneumonite, vasculite sistêmica, anemia hemolítica)
-corticóides em dose imunossupressora; prednisona 1 a 2 mg/kg/dia VO. Pulsoterapia nos casos muito graves.

- Imunossupressores citotóxicos: ciclofosfamida e azatioprina.
Lúpus e gravidez
Mulheres com LES devem engravidar após um período de pelo menos 6 meses de remissão de doença.
Lúpus fármaco induzido
-Forma branda
-Não acomete rim ou SNC
-Não consome complemento
-anti-DNA é negativo
-anti-histona é característico

Drogas: hidralazina, procainamida, isoniazida, fenitoína, metildopa, clorpromazina