Study your flashcards anywhere!

Download the official Cram app for free >

  • Shuffle
    Toggle On
    Toggle Off
  • Alphabetize
    Toggle On
    Toggle Off
  • Front First
    Toggle On
    Toggle Off
  • Both Sides
    Toggle On
    Toggle Off
  • Read
    Toggle On
    Toggle Off
Reading...
Front

How to study your flashcards.

Right/Left arrow keys: Navigate between flashcards.right arrow keyleft arrow key

Up/Down arrow keys: Flip the card between the front and back.down keyup key

H key: Show hint (3rd side).h key

A key: Read text to speech.a key

image

Play button

image

Play button

image

Progress

1/18

Click to flip

18 Cards in this Set

  • Front
  • Back
Definição
Deposição de ácido úrico nos tecidos, SINTOMÁTICA
Hiperuricemia x gota
-Hiperuricemia:nível de ácido úrico maior que 7 mg/dL (máximo da solubilidade)

Hiperuricemia não é necessariamente gota!
Epidemiologia
Homens adultos, 40-50 anos
Nas mulheres, as manifestações ocorrem geralmente após a menopausa.
Qual a origem da hiperuricemia?
Na maioria, o problema é com a falha na eliminação renal de ácido úrico:
-etilismo
-diuréticos
-pirazinamida, etambutol,ciclosporina
-obesidade
-IR crônica
-saturnismo
-acidose lática e cetoacidose
Fases da gota
1-hiperuricemia assintomática
2-artrite gotosa aguda
3-gota intercrítica
4-gota tofosa crônica
Hiperuricemia assintomática
Aumento dos níveis séricos de ácido úrico sem sintomas de artrite, tofos ou cálculos
Artrite gotosa aguda
-Artrite muito dolorosa, início agudo.
-monoartrite com poucos sinais gerais
-mais típicos: articulações mais distais (principal- hálux)
-artrite muito inflamatória
- não há deformidade pq o processo é transitório, diferente da AR
Gota intercrítica
-maior marco da doença
-com o tempo as recaídas passam a ser mais frequentes e a artrite passa a ser poliarticular'
Gota tofosa crônica
Formação de tofos
Formação de cálculos renais
Diagnóstico confirmado
Presença dos cristais de urato monossódico dentro dos leucócitos do líquido sinovial.

BIRREFRINGÊNCIA NEGATIVA!
Diagnóstico provável
-hiperuricemia
- quadro clínico característico
-resposta a colchicina
Tratamento
Depende da fase da doença
-artrite:melhorar a artrite
-intercrítico:prevenir outra crise
-prevenir cálculo renal
Tratamento da crise gotosa aguda
AINES (1a.linha)
Colchicina (2a.linha)
Corticóide intra-articular

-AAS NÃO deve ser usado, pois varia abruptamente os níveis de ácido úrico.
-NÂO se deve baixar o ácido úrico nessa fase!
Profilaxia das crises
-Colchicina em dose profilática (0,5mg de 12 em 12 horas)
-Combater obesidade, etilismo
-Tratamento contra hiperuricemia: alopurinol
Prevenção das complicações crônicas-reduzir a hiperuricemia
-Manter ácido úrico abaixo de 7mg/dL
- 2 estratégias
a) diminuir a síntese -alopurinol
b) aumentar a excreção renal -uricosúricos
Antes de reduzir a uricemia, é importante iniciar tratametno profilático com colchicina, que deve ser mantida por 6 a 9 meses após o controle dos níveis de ácido úrico.
Uricosúricos
-Probenecida e sulfimpirazona
-dão cálculo renal em 10% dos paciente
-dosar antes o ácido úrico da urina: se for menor que 800 mg, pode usar.
-começar com dose baixa, aumentar ingestão hídrica
-alcalinizar a urina
Alopurinol
-eliminação urinária do ácido úrico acima de 800
-compromentimento funcional dos rins
-calculose renal por ácido úrico
-intolerância ou falha dos uricosúricos
Tratamento da hiperuricemia assintomática
NÃO existe indicação para o tratamento nesse caso, a não ser quando:
-o ácido úrico estiver muito alto (12 - 13mg/dL)
-a excreção urinária passar de 1000
-se prevê uma superprodução de ácido úrico, como na Sd de lise tumoral.